Logo

Reumatologia

4 minutos de leitura

Doenças Autoimunes: Quais são e os cuidados necessários

As doenças autoimunes fazem parte do grupo de enfermidades em que o próprio sistema imunológico ataca o organismo.
CR
Dr. Carlo Renner - reumatologista - -Atualizado em 07/03/2024
doencas autoimunes

A doença autoimune caracteriza-se por um prejuízo causado pelo próprio sistema imunológico da pessoa. Não se sabe a causa exata que desencadeia as doenças autoimunes, mas acredita-se que fatores ambientais possam ser um gatilho para o seu desenvolvimento em pessoas com predisposição genética. Vamos entender um pouco mais sobre o assunto.

O que é doença autoimune?

Antes, vale a pena compreender como funciona o sistema imunológico.

O Dr. Carlo Renner, reumatologista do Hospital Santa Paula explica que, habitualmente, o sistema imune tem a capacidade de distinguir o próprio do não próprio, ou seja, de tolerar aquilo que é seu e responder apenas a partículas estranhas, como: parasitas, vírus, bactérias, células cancerígenas, tecidos e órgãos transplantados.

Na doença autoimune, o sistema imune começa a reconhecer estruturas do organismo como estranhas e passa a atacar a si próprio. Portanto, ao invés das células imunes reagirem apenas contra os agentes estranhos ao indivíduo, elas reagem contra estruturas do próprio corpo, produzindo os chamados autoanticorpos, por considerar os tecidos do próprio organismo elementos estranhos.

A isso chamamos de reação autoimune. Dessa forma, o órgão ou tecido contra o qual essa reação ocorrerá, causando dano, determinará qual doença autoimune será desenvolvida. Na artrite reumatoide, por exemplo, essa reação autoimune ocorrerá contra as articulações; na tireoidite de Hashimoto, contra a tireoide; na diabetes mellitus tipo I, contra o pâncreas; e assim por diante.

Quais são as doenças autoimunes?

São várias as doenças autoimunes, entre as mais conhecidas e mais comuns, estão:

  • Artrite reumatoide;
  • Lúpus eritematoso sistêmico;
  • Tireoidite de Hashimoto;
  • Diabetes mellitus tipo 1;
  • Doença de Graves.

Entretanto, existem muitas outras mais raras como: doença de Sjögren, Esclerose Múltipla e Esclerose Sistêmica.

De acordo com o médico: “de uma maneira geral, as doenças autoimunes começam com sintomas inespecíficos, ou seja, comuns a várias outras doenças. Fadiga, dores articulares, febre sem evidência de infecção e emagrecimento podem, muitas vezes, ser os primeiros sintomas de doença autoimune. Algumas, como o lúpus, podem se manifestar com rash malar, uma mancha avermelhada na rosto que piora com a exposição solar. A artrite reumatoide costuma acometer as articulações das mãos de forma simétrica causando inchaço e rigidez matinal intensa. Um dos primeiros sintomas da doença de Sjögren é a secura na boca e nos olhos.

Quais as causas e fatores de risco?

Segundo o Dr. Carlo: “ainda não se sabe ao certo como muitas doenças autoimunes são desencadeadas e nem o exato motivo de atingir uma pessoa e não outra. Sabe-se que algumas delas podem ter uma base genética, na qual indivíduos portadores do gene associado são mais propensos para a ocorrência da doença em questão. Contudo, a propensão hereditária trata-se apenas de uma sútil possibilidade, e provavelmente existem muitos fatores ambientais não conhecidos que levarão ao desenvolvimento da doença. Outro dado conhecido é que muitas doenças autoimunes afetam, em número maior, as mulheres”.

Diagnóstico de doenças autoimunes

O diagnóstico de doença autoimune é feito através de uma avaliação médica detalhada, incluindo história clínica e o exame físico, associado a exames laboratoriais ou de imagem.

Alguns exames laboratoriais podem verificar se existe uma inflamação, como a velocidade de hemossedimentação (VHS) e a Proteína C Reativa (PCR). Mas esses exames são inespecíficos e sua alteração nem sempre significa a presença de doença autoimune.

Dependendo da história clínica, o médico ainda poderá solicitar exames para identificação de anticorpos como o FAN, frequentemente positivo em pessoas com lúpus, ou anticorpos mais específicos como o contra peptídeo citrulinado cíclico (anti-CCP), presente em algumas pessoas com artrite reumatoide (AR), ou ainda o antiperoxidase (anti-TPO) presente naquelas com tireoidite de Hashimoto.

A presença ou ausência dos anticorpos são insuficientes para confirmar ou afastar o diagnóstico de uma doença autoimune. É necessário uma boa história e exame físico, e, muitas vezes, exames de imagem como ressonância magnética, tomografia e ultrassonografia são também necessários.

O médico avaliará todos os fatores combinados para chegar a um diagnóstico preciso sobre a doença.

Doença autoimune tem cura?

As doenças autoimunes costumam ser crônicas, ou seja, não têm cura, assim como a hipertensão arterial ou o diabetes mellitus. No entanto, podem ser tratadas e controladas evitando-se sequelas. O tipo de tratamento irá depender do tipo de doença, sendo algumas vezes mais intenso no período de crise e mais ameno quando a doença está fora de atividade, o que chamamos de remissão.

O médico ressalta que: “além do acompanhamento médico, com consultas regulares e uso correto das medicações prescritas, o paciente com doença autoimune também precisa manter hábitos saudáveis, como praticar atividade física, não fumar e ter uma alimentação balanceada. O combate à obesidade faz parte do tratamento de muitas doenças autoimunes, especialmente a artrite reumatoide”.

Agendar Consulta

Escrito por
CR

Dr. Carlo Renner

reumatologista | -

Artigos Relacionados

artrite psoriatica

Reumatologia

4 min

Artite Psoríatica: Conheça os sintomas e tratamento

Saiba mais sobre esse tipo de artrite crônica que atinge as articulações de pessoas com psoríase.
Ver mais artigos
Escrito por
CR

Dr. Carlo Renner

reumatologista | -