Tireoide

A tireoide é uma pequena glândula responsável por produzir e regular a secreção de hormônios importantes para o organismo e ajudar no bom funcionamento de órgãos vitais como coração, cérebro, fígado e rins. Localizada na parte anterior do pescoço, logo abaixo do Pomo de Adão, tem o formato de uma borboleta.

Tireoide é pequena glândula responsável pela produção de hormônios

O Núcleo de Tireoide Santa Paula conta com equipe especializada na condução e resolução de quaisquer doenças tireoidianas, através de uma equipe integrada e altamente interativa. Sob a coordenação do Dr. Alexandre Bezerra dos Santos, especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço, conta com especialistas em endocrinologia, medicina nuclear, radiologia, oncologia e patologia.

Nódulos

Nódulos de tireoide são extremamente comuns na população em geral, especialmente entre as mulheres.,
A grande maioria dos nódulos é benigna, incluindo os bócios e as tireoidites. Porém, a incidência dos nódulos malignos na população tem aumentado nas últimas décadas de maneira expressiva.

Nódulos Benignos

Os nódulos benignos são os bócios e as tireoidites. O Bócio pode se manifestar como um aumento difuso da glândula, como os bócios endêmicos, os tóxicos e mesmo os fisiológicos, como na puberdade ou gestação.
Outra manifestação dos bócios é a forma uni ou multinodular, associados ou não a alterações de produção hormonal.
A simples presença de nódulos tireoidianos não significa que há a necessidade de tratamento cirúrgico, mas, em geral, quando eles se tornam volumosos, sintomáticos ou com suspeita de malignidade, faz-se necessária a investigação e eventual intervenção.

Tireoidites

As tireoidites são doenças inflamatórias que costumam alterar a produção de hormônios pela tireoide. Em geral, cursam com aumento do volume da tireoide, principalmente na fase aguda, e com alterações importantes da produção do hormônio tireoidiano, causando muitos sintomas relacionados tanto a uma produção insuficiente (hipotireoidismo) como excessiva (hipertireoidismo).

Neoplasias

A tireoide pode ser sede de tumores tanto benignos como malignos. Entre os malignos, o mais comum é o carcinoma papilifero que, em geral, tem um excelente prognostico se adequadamente tratado.

Tratamento

Nos nódulos benignos, normalmente, o tratamento é medicamentoso. No caso dos nódulos malignos o tratamento é eminentemente cirúrgico, com eventual necessidade de tratamento complementar com Iodo Radioativo.

Diagnóstico

O Centro de Tireoide Santa Paula conta com o apoio do laboratório Delboni –  da DASA Diagnósticos da América. Normalmente, a investigação de doenças tireoidianas se faz como exames de ultrassom, dosagem hormonal e, a critério do especialista, biópsia dos nódulos por punção eco-guiada.

O Hospital conta ainda com exames laboratoriais, exames de imagem, como o doppler e a Paaf –  Punção de tireóide para diagnosticar o câncer.

Conheça a nossa equipe

Formado em Medicina pela Universidade de São Paulo em 1996, com especialização de Cirurgia de Cabeça e Pescoço em 2001.

Cirurgia de Cabeça e Pescoço:

Dr. Rafael de Cicco

Dra. Rafaella Bruhn

Dr. Marcelo Schalch

Dr. Andre Potenza

Endocrinologia:

Dra. Claudia Liboni

Medicina Nuclear:

Dr. Dalton Alexandre

Dra. Renata Fockink

Oncologia:

Dr. Thiago Kenji

Radiologia:

Dr. Renêe Arikawa

Patologia:

Equipe DASA – Dr. Cristovam Scapulatempo

 

 

Agende sua consulta online!
Saiba Mais

Baixe o folder digital de Tireoide do Hospital Santa Paula.

Baixar