Entenda como o verão afeta a sua pele e como você deve se cuidar

cuidados com a pele verao

Conheça as principais dicas de proteção e curta a estação de forma saudável

Pele mais sensível do que o normal, desidratada e irritada; glândulas sebáceas hiperativas; queimaduras solares; determinadas áreas do corpo descascando; manchas indesejadas; erupções cutâneas e acne; sinais prematuros de envelhecimento. Esses são alguns problemas que todos nós estamos sujeitos a enfrentar durante a estação mais quente do ano. Mas fique tranquilo. Tudo isso pode ser evitado com uma rotina de cuidados com a pele no verão. Hoje explicaremos como os efeitos dessa época podem afetar a saúde e, claro, como se manter radiante durante toda a estação.

Quais são os efeitos do sol na pele?

A cada vez que saímos de casa ficamos expostos aos raios ultravioleta (UV). Por isso, é essencial entender o que essa exposição significa para a pele. O seu corpo consegue se defender parcialmente desses raios solares por meio do aumento da produção de melanócitos, responsáveis por bronzear o corpo, mas também por causar manchas escuras ou esbranquiçadas em diversas regiões.

Se a exposição ao sol for excessiva, os raios UV acabam atingindo as camadas internas da pele, o que pode causar danos a células ou a morte delas, queimaduras (desde as mais leves até as mais graves, que demandam atendimento médico) e até mesmo um câncer, que pode ser fatal para o paciente. Segundo a Dra. Maria Luisa Barros, dermatologista do Hospital Santa Paula, é comprovado cientificamente, sobretudo em crianças, que queimadura solar pode estimular o desenvolvimento de câncer de pele.

Vale ressaltar ainda a maior possibilidade de desenvolvimento de rugas – os efeitos de uma vida inteira exposta ao sol geralmente se manifestam como uma pele enrugada, pois a luz solar faz com que a derme fique mais espessa na tentativa de se proteger.

De acordo com a médica, o que está sendo muito usado recentemente é protetor solar para o cabelo, porque os raios ultravioletas também acabam por danificá-lo.

Por fim, segundo o instituto americano National Eye Institute, o hábito da exposição prolongada ao sol também causa danos à retina dos olhos e pode desenvolver um quadro de catarata, que afeta mais de 20 milhões de americanos e pode levar à perda da visão no futuro.

É comum ter mais acne durante o verão?

Sim, pois a pele fica mais oleosa nessa época. Conforme as temperaturas sobem e a umidade do ambiente aumenta, as glândulas sebáceas da pele começam a produzir quantidades excessivas de sebo, isto é, uma substância rica em lipídios com a função de defender a pele, como se fosse um óleo natural. O problema é que essa oleosidade secretada fica retida na superfície da epiderme, causando viscosidade e bloqueio dos poros, fatos que influenciam diretamente na ocorrência das conhecidas “espinhas”. Esse problema é ainda mais comum quando bactérias da pele e detritos do ambiente se misturam com o suor, tão característico do verão.

Cinco dicas fundamentais para você se prevenir desses males

  1. O uso do protetor solar é um cuidado vital para todos os tipos de pele, principalmente nos meses de verão e mesmo se você ficar em casa a maior parte do tempo. Quanto maior o FPS, mais eficaz a proteção aos raios UV. Se estiver na praia e for ao mar ou se suar muito, é recomendado reaplicar o produto.
  2. Você pode minimizar ainda mais os danos causados pelo sol com o auxílio de protetor labial, óculos escuros, bonés ou chapéus e até mesmo roupas feitas com tecido que contém fator de proteção UV.
  3. Lavar rosto com mais frequência também é uma ótima pedida, como forma de evitar a oleosidade e o acúmulo de poluição, fuligem e sujeira de modo geral. Escolha um sabonete ou gel de limpeza adequado para o seu tipo de pele.
  4. Falando nisso, os cuidados com a pele do rosto são essenciais no verão – então, limpar, tonificar e hidratar a cútis duas vezes ao dia ajuda a mantê-la sempre limpa e fresca. Fazer esfoliação a cada 15 dias também pode colaborar com esse processo.
  5. Hidrate-se! Faça isso de duas maneiras: por meio da ingestão de água, que, nessa época do ano, deve ser de, no mínimo, 2 a 3 litros por dia. Água de coco, melancia e sucos naturais são uma boa maneira de se manter hidratado. A água potável também ajuda a eliminar as toxinas do organismo. Outra forma de ficar bem hidratado é apostar em um hidratante corporal para o verão. Existe uma ampla variedade de opções refrescantes, leves, de fácil absorção e, ao mesmo tempo, potentes.

Fonte: Dra. Maria Luisa Barros, dermatologista do Hospital Santa Paula.