Descubra 5 benefícios incríveis para a sua saúde por meio de uma dieta rica em fibras

Afinal, o que são as fibras? Onde estão presentes? Quais os mitos e verdades sobre esse carboidrato não digerível? Confira essas respostas e muito mais no nosso texto de hoje.

Muito se ouve falar sobre a importância das fibras para o corpo humano. Mas você sabe o que isso significa de fato? Aqui vamos te explicar melhor o que esses componentes provocam no nosso organismo e como podem ser extremamente benéficos para a sua saúde.

Afinal, o que são as fibras?

Quando digerimos um alimento, o organismo retira os nutrientes que irá precisar e o que resta é principalmente fibra. Nosso corpo não consegue digeri-las, pois não possuímos enzimas que fazem essa função específica. Por isso, elas passam direto pelo sistema digestivo, auxiliando no trâmite intestinal e impedindo aquela chata sensação de intestino preso. Fibras também colaboram para que somente sejam absorvidas pelo intestino as substâncias necessárias, eliminando elementos excessivos.

Fibras solúveis e insolúveis

Você sabia que existem dois tipos diferentes de fibras e que ambas possuem muitos benefícios para a sua saúde? Por sorte a maioria dos alimentos possui uma combinação de ambos os tipos. Vamos conhecê-los melhor.

  1. A fibra solúvel se dissolve facilmente na água quando chega ao sistema digestivo, formando, assim, uma substância que parece um gel, capaz de retardar a absorção dos açúcares pelo tubo digestivo, reduzindo a concentração de glicose no sangue após a alimentação. Uma mãozinha a mais para os diabéticos! Além disso, esse “gel” de fibras solúveis também dificulta a passagem de alimentos através do nosso intestino, para que o organismo possa absorver os nutrientes de forma eficaz. Alimentos como feijão, abacate, uvas, banana, couve-flor e cenoura contêm muita fibra solúvel.
  2. Já a fibra insolúvel é a responsável por aumentar o volume dos alimentos e por acelerar o processamento dos resíduos e a passagem dos mesmos pelo intestino. Esse diferencial é muito importante para pessoas que têm digestão lenta ou constipação. Fibras insolúveis funcionam como uma espécie de esponja, absorvendo líquido por onde passam – por isso é fundamental a ingestão diária de líquidos em quantidade adequada. Podem ser encontradas em alimentos como vegetais verdes folhosos, vagens, grãos, cereais, pães integrais e batatas.

Agora que você entendeu um pouco melhor sobre o que de fato são as fibras e onde estão presentes, vamos listar os 5 melhores benefícios que você pode encontrar nesses nutrientes tão essenciais para o nosso corpo!

Reduz o colesterol

A fibra solúvel possui a capacidade super importante de diminuir os níveis do colesterol ruim – o LDL – que pode preencher as paredes das artérias, as tornando mais estreitas, fato que força o coração a trabalhar mais para bombear o sangue. Esse aumento de tensão pode levar a doenças cardíacas e derrames. A fibra solúvel se liga ao colesterol, conduzindo-o para fora do corpo antes que possa danificar as artérias.

Ajuda a evitar a diabetes

Quantidades suficientes de fibras fazem com que o açúcar entre na corrente sanguínea de uma forma mais lenta, diminuindo, assim, as demandas de insulina e resultando no controle da glicemia. Como consequência, a pessoa se torna menos vulnerável ao risco de diabetes.

Pode prevenir pedras nos rins e na vesícula

Alguns estudos sugerem que o retardo da absorção de açúcar, que explicamos acima, também resulta na prevenção do desenvolvimento de cálculos biliares ou cálculos renais (coletitíase), afinal, picos de insulina tornam o corpo propenso a desenvolver essas complicações.

Mas, segundo o Dr. Humberto Saconato, gastroenterologista do Hospital Santa Paula, “Em relação a cálculos renais, parece haver evidências do benefício das fibras, em especial, em mulheres pós-menopausa. Em relação a colelitíase é mais controverso. Estudo recente não encontrou benefício, mas, outros mais antigos, encontram benefícios, em especial, naqueles que têm fatores de risco para formação de cálculos de vesícula biliar, como obesos, e quem tem elevação das taxas de colesterol e triglicerídeos”.

Melhora da saúde digestiva

Você já percebeu que uma dieta rica em fibras ajuda o seu aparelho digestivo a funcionar mais eficientemente, não é? Isso significa que seu cólon se mantém saudável, o que ajuda a evitar condições como a síndrome do intestino irritável e a inflamação de pólipos no local (diverticulite). A longo prazo podem até mesmo ajudar a proteger contra o câncer de cólon.

Ajuda no gerenciamento do peso

Fibras são aliadas indispensáveis na diminuição (ou manutenção) dos números da balança. Alimentos ricos em fibras levam mais tempo para serem mastigados, o que provoca a saciedade mais rápido. Os componentes em questão também ajudam a manter essa sensação de plena satisfação do apetite por mais tempo. Ou seja, você se sente mais cheio, com menos calorias (afinal, a fibra não pode ser digerida) e por mais tempo!

Outros benefícios bônus da ingestão de fibras

  • “É importante adicionar o papel da fibra na prevenção de câncer, em especial câncer de cólon (intestino grosso). Também é importante para prevenção de doenças alérgicas”, afirma o Dr. Humberto Saconato;
  • Podem ajudar a baixar a pressão arterial e, junto com fitoquímicos – como esteróis vegetais (se encontram naturalmente presentes em produtos de origem vegetal), flavonóides (alimentos como frutas vermelhas, alho, soja e chocolate amargo) e outros antioxidantes (frutas cítricas, aveia, azeite de oliva e linhaça) – pode ser importante na modulação do colesterol e de outros processos biológicos que podem reduzir o risco de aterosclerose (espessamento das artérias);
  • Diminuem o risco do desenvolvimento de doenças cardíacas e derrames coronarianos;
  • Favorecem a diminuição dos triglicérides totais no sangue, segundo o cardiologista Steven Nissen, da Cleveland Clinic;
  • Favorecem as bactérias boas do nosso intestino, promovendo o aumento da imunidade. O Dr. Humberto explica: “as fibras favorecem o processo fermentativo por determinadas bactérias como, por exemplo, os lactobacilli e bifidobacteria. Este processo de fermentação tem como benefício mudar o pH do intestino e melhorar o sistema imune do mesmo, impedindo que possíveis bactérias causadoras de doenças cresçam e causem lesões”;
  • Ajudam na manutenção da microbiota intestinal.

Priorize mais fibras na sua dieta

Essa tarefa é bem mais fácil do que parece! Cereais pela manhã são um bom começo. Depois, que tal substituir o pão branco pelo integral e, no almoço, o arroz branco por integral? Sem faltar, claro, a principal fonte de fibra dos brasileiros: o feijão. Para o lanche da tarde, troque doces por frutas, frituras por vegetais. Dica: comece a consumir frutas preferencialmente com casca – boa parte das fibras das frutas se concentra nas cascas. Seguindo esses passos, você estará fazendo um bem imenso ao seu sistema digestivo.

Fonte: Dr. Humberto Saconato, gastroenterologista do Hospital Santa Paula.

________________________________________________________________________________

Sobre o Hospital Santa Paula

O Hospital Santa Paula é um centro de excelência em saúde localizado na zona sul de São Paulo. Pertence à Rede Ímpar, que congrega 7 hospitais nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal e que se uniu à DASA, líder em medicina diagnóstica no Brasil, com mais de 30 marcas de laboratórios no País e GSC Integradora de Saúde. 

Inaugurado em 1958, tem como foco a alta complexidade, atuando em mais de 30 especialidades médicas, com destaque para Oncologia, Cardiologia, Neurologia e Ortopedia. 

Com uma área de 18 mil metros quadrados, dividida em três edifícios, possui 200 leitos, sendo 50 deles destinados especificamente à Terapia Intensiva. Além disso, dispõe de Centro Cirúrgico com nove 9 salas de cirurgia e dez leitos de recuperação anestésica. Anualmente, realiza 9 mil procedimentos cirúrgicos, 14 mil internações e atende aproximadamente 100 mil pacientes no Pronto Atendimento. Conta com mais de 1,2 mil colaboradores diretos e indiretos e possui em seu corpo clínico 2,4 mil médicos cadastrados. 

Em 2012 conquistou a certificação Joint Commission International (JCI) e em 2014 conquistou certificação JCI para tratamento de AVC. Em 2018, obteve o Selo Pleno do Hospital Amigo do Idoso, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Naquele mesmo ano, recebeu a Certificação Internacional da Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS) estágio 7 (grau máximo), uma das associações internacionais de maior prestígio mundial no setor de saúde. A instituição foi a primeira de São Paulo a conquistar o nível máximo da EMRAM – Electronic Medical Record Adoption Model -, se consolidando como hospital totalmente digital (paperless).