Centro de Endometriose

O Hospital Santa Paula, centro de excelência em saúde, possui um avançado Centro de Endometriose cujo diferencial é a equipe multidisciplinar, composta de especialista e cirurgião, com experiência em cirurgia pélvica, fundamental para o diagnóstico precoce e para o tratamento mais adequado e no tempo certo.

A endometriose é um problema comum. Às vezes, ela pode ocorrer em gerações seguintes de uma mesma família. Normalmente a doença é diagnosticada 25 e 35 anos, período de maior fertilidade da mulher.

Anos até o diagnóstico

Frescura, falta de interesse e até mesmo irresponsabilidade. Essas são algumas das expressões ouvidas por quem tem endometriose, uma doença envolta em mitos e preconceitos e que, de acordo com a Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva (SBE), atinge mais de 7 milhões de brasileiras, o que representa de 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva.

O que é a doença?

Trata-se de uma doença benigna, caracterizada pela presença de tecido endometrial (pele que reveste o útero internamente) ectópico (fora da cavidade uterina e do miométrio).

Acomete mulheres que menstruam, sendo as lesões dependentes do estrogênio (hormônio feminino). A endometriose é uma condição na qual o endométrio, mucosa que reveste a parede interna do útero, cresce em outras regiões do corpo. Essa formação de tecido ectópico normalmente ocorre na região pélvica, como nos ovários, intestino,  bexiga e no peritônio (delicada membrana que reveste a pélvis). O tecido endometrial ectópico responde às alterações hormonais cíclicas da mulher, gerando inflamação e todo o quadro clínico da doença, que tem como principal sintoma a dor menstrual. Além de dor durante a relação sexual na profundidade, dor ao urinar ou outras queixas urinárias (como por exemplo, o sangramento ao urinar), dor ao evacuar ou outras queixas intestinais (diarreia, sangramento) e a infertilidade.

São classificadas como:

  • Superficial – peritoneal
  • Ovariana – endometrioma;
  • Profunda – lesões infiltrativas, com mais de 5mm em profundidade.

Diagnóstico

O Dr. Altamiro Ribeiro Dias Júnior, coordenador do Centro de Endometriose do Santa Paula, explica que a dor é pulsante e frequente, piorando durante o período menstrual, causando incômodo e, em alguns casos, variando de moderada para intensa, e ter anos de duração. A investigação é feita através de exame físico, exames de imagem (ultrassom pélvico, transvaginal com preparo intestinal e ressonância magnética da pelve, com contraste e gel vaginal). Estes exames sugerem a possibilidade da existência de endometriose. A confirmação diagnóstica dá-se através da videolaparoscopia cirúrgica, que permite a observação, retirada e estudo anatomo patológico  dos focos de endometriose.

Tratamento

Para as pacientes assintomáticas, pode-se adotar a conduta expectante, ou seja, apenas observar. Para aquelas que sofrem com os sintomas, procede-se inicialmente o tratamento clínico.

  • Clínico : Progesterona (oral ou intramuscular), pílulas combinadas (contínuo ou cíclico), DIU (dispositivo intra uterino medicado), anti-inflamatórios e analgésicos nos episódios de dor. Esta estratégia propicia a melhora da dor sem, no entanto, desaparecerem com as lesões.
  • Cirúrgico: Indicado na falha de tratamento clínico. O tratamento ideal seria laparoscopia, com o objetivo de se remover todas as lesões possíveis.

Possui graduação em Medicina pela Universidade de São Paulo (1994), mestrado em Medicina (Obstetrícia e Ginecologia) pela Universidade de São Paulo (2002) e doutorado em Medicina (Obstetrícia e Ginecologia) pela Universidade de São Paulo (2005). Atualmente é médico chefe do Serviço de Oncologia Pélvica do Hospital Santa Paula.

Médico Assistente do Instituto de Câncer de São Paulo “ICESP”; Médico Plantonista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Experiência em Endoscopia Ginecológica (Laparoscopia e Histeroscopia); Laserterapia e Colposcopia.

Dr. Altamiro Ribeiro Dias Jr

Dra Ana Luísa Laulleta

Dr. Daniel Igami

Dr. Edson Ferreira

Dra. Juliana Sperandio

Dra Maria Beatriz Sartor Faria

Dr. Mauricio Kitamura

Dr. Fabio Yamaguchi

Dr. Fernando Okada

Dra. Gilmara Silva Aguiar Yamaguchi

Dr. Thiago Bassaneze