Câncer de mama: sintomas, diagnóstico e tratamento

Câncer de mama: tudo o que você precisa saber

O câncer de mama é o segundo tipo mais comum entre as mulheres do Brasil e do mundo, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Entenda mais sobre o que é o câncer de mama e as principais dúvidas sobre o assunto.

O que é câncer de mama?

O câncer de mama é causado pela multiplicação desordenada de células da mama e isso faz com que gere células anormais, causando o tumor.

É uma doença grave que acomete mais de 60 mil indivíduos.

Sintomas de câncer de mama

No estágio inicial, os sintomas do câncer de mama podem ser:

  • Nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor, esse é o principal sinal da doença e está presente em 90% dos casos;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Inversão do mamilo;
  • Pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço;
  • Hiperemia;
  • Saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos.

É de extrema importância a consulta médica para investigar cada caso.

Fatores de risco e causas do câncer mamário

Diversos fatores podem contribuir para o risco de câncer de mama, são esses:

  • Idade, a maioria dos casos acontecem após os 50 anos;
  • Obesidade e sobrepeso após a menopausa;
  • Primeira menstruação antes de 12 anos;
  • História familiar de câncer de ovário;
  • Sedentarismo e inatividade física;
  • Não ter tido filhos;
  • Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;
  • Consumo excessivo de bebida alcoólica;
  • Primeira gravidez após os 30 anos;
  • História familiar de câncer de mama em homens;
  • Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X);
  • Menopausa após os 55 anos;
  • Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2;
  • Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);
  • Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.

Como prevenir o câncer de mama?

Para prevenir o câncer é necessário adotar hábitos saudáveis, tais como:

  • Praticar atividade física;
  • Alimentar-se de forma saudável;
  • Manter o peso corporal adequado;
  • Evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Amamentar;
  • Evitar uso de hormônios sintéticos, como anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal.

Quanto tempo leva para desenvolver o câncer de mama?

O tempo de desenvolvimento do câncer varia de caso para caso. Por existirem vários tipos de câncer de mama, alguns se desenvolvem de forma rápida e já outros de forma lenta. O que se sabe é que a maioria dos casos tem bom prognóstico.

Tratamento para o câncer de mama

O tratamento do câncer de mama dependerá de que estágio a doença se encontra. As principais estratégias são cirurgia, radioterapia, quimioterapia, hormonioterapia e terapia biológica (terapia alvo).

Quando o câncer é detectado logo no começo, as chances de sucesso no tratamento são maiores. Já quando a doença já possui metástases (se espalha para outros órgãos), o tratamento busca prolongar a sobrevida e melhorar a qualidade de vida.

Principais cuidados no tratamento do câncer de mama

Os principais cuidados para iniciar o tratamento do câncer, é averiguar todas as opções de tratamento para o seu caso em específico e considerar novos métodos e alternativas como uma dieta rica em nutrientes e balanceada para ajudar a aumentar a imunidade. Todas as orientações devem ser dadas pelos profissionais que estão cuidado do caso da paciente.

Como é feito o diagnóstico para o câncer de mama?

É necessário auxílio médico para realizar outros exames como a mamografia, que consiste em uma radiografia das mamas, capaz de identificar alterações suspeitas de câncer antes mesmo dos sintomas.

Outros exames como ultrassonografia ou ressonância magnética também podem ser solicitados para averiguar a doença.

A confirmação do diagnóstico é dada através da biópsia, que consiste em retirar um fragmento do nódulo ou da lesão por meio de punções ou de uma pequena cirurgia. A amostra é levada para um laboratório especializado e dado o diagnóstico em seguida.

O que é e como é o procedimento de reconstrução mamária?

Mulheres que precisaram retirar as mamas ou parte delas, o Sistema Único de Saúde (SUS), disponibiliza gratuitamente os procedimentos de recuperação pós-mastectomia. Na cirurgia de reconstrução deve ser realizada a retirada da mama por completo e quando não houver indicação clínica para realizar o segundo procedimento de reconstruir a mama, a paciente deverá aguardar alcançar as condições clínicas necessárias. Isso é uma medida de segurança e bem estar para as pacientes.

Tipos de mastectomia

Existem vários tipos de mastectomia, o tipo ideal dependerá da cirurgia que foi realizada e na quantidade de tecido que foi removido.

Os principais tipos são:

  • Mastectomia simples;
  • Mastectomia poupadora da pele;
  • Mastectomia poupadora do mamilo;
  • Mastectomia radical modificada;
  • Mastectomia radical;
  • Mastectomia dupla.

Câncer de mama tem cura?

Sim, o câncer de mama tem cura. É importante lembrar que quanto mais cedo a doença for descoberta, há maiores chances de cura. Não deixe de realizar seus exames preventivos anualmente e de se consultar com um médico especialista.

Convivendo com o câncer: saiba o que esperar

Ter pessoas ao nosso redor que nos mantenha calma e confiante é essencial! Você não precisa passar por isso sozinha, converse, se distraia e faça coisas que você ame.

É importante não deixar o tratamento de lado e se cuidar conforme orientação médica todos os dias, para conseguir passar por isso da melhor forma possível.