Dia Nacional de Controle da Asma

Saiba como prevenir a doença no inverno

Em 21 de junho é lembrado o Dia Nacional de Controle da Asma, uma das principais doenças respiratórias crônicas que acomete as vias respiratórias e o pulmão, aumentando a produção de secreções e prejudicando a passagem de ar. O problema afeta em torno de 235 milhões de pessoas no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), e 6,4 milhões de brasileiros acima de 18 anos, segundo Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) do Ministério da Saúde e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O dia 21 também é marcado pelo início do inverno, que pode gerar ou agravar a doença devido ao frio e o ao ar seco do período somados à poluição. Uma das causas da asma, conhecida como “bronquite asmática” ou “bronquite alérgica”, também pode ser o ambiente ao qual a pessoa está exposta. Tanto a temperatura climática quanto a presença de poeira, fezes de baratas, ácaro, mofo, pelos de animais e fungos, podem influenciar na saúde dos pulmões. Fatores genéticos como histórico familiar de asma, rinite e/ou obesidade também podem desencadear a doença.

Os principais sintomas da asma são: tosse, chiado ou ruído no peito, dificuldade para respirar, respiração rápida e curta, desconforto torácico, ansiedade e eventualmente infecção na garganta. O diagnóstico é feito com base nas informações que o paciente fornece ao médico e na análise clínica dos sintomas. Testes de função respiratória podem auxiliar no diagnóstico diferencial de outras patologias.

Embora a asma brônquica não tenha cura, ela pode ser controlada e, em alguns casos, os pacientes podem apresentar períodos de intercrise (sem sintomas) tão longos que se consideram curados. Há no mercado, hoje, alguns medicamentos que atuam de forma preventiva: os chamados “antileucotrienos”, que podem deixar alguns grupos de asmáticos longe das crises e das medicações de resgate.

Segundo o pneumologista do Hospital Santa Paula, João Geraldo Houly, além do tratamento medicamentoso, é essencial estar atento aos fatores ambientais desencadeantes/agravantes da asma. “É possível ter uma vida normal com asma desde que o paciente saiba reconhecer e evitar situações que possam agravar os sintomas. Este comportamento impedirá crises intensas e frequentes e diminuirá as chances de evolução da doença.”

O especialista reuniu dez (10) dicas para prevenir a asma neste inverno e manter a qualidade de vida:

1 – Lave bem as roupas de frio e cobertores antes de usá-los;

2 – Mantenha o ambiente doméstico higienizado, principalmente os quartos; evite uso de aspirador de pó, de preferência a higienização com pano úmido, evite odores fortes.

3 – Evite fumar e frequentar lugares onde haja fumaça de cigarro;

4 – Beba bastante água e líquidos em geral;

5 – Pratique exercícios físicos moderadamente. As caminhadas podem ser um bom começo;

6 – Evite lugares com grandes aglomerados de pessoas.

7 – Forre colchões e travesseiros com materiais impermeáveis;

8 – Dê preferência a cobertores, travesseiros e fronhas antialérgicos;

9 – Mantenha a vacinação, principalmente contra a gripe e pneumonia, em dia;

10 – Evite o uso de tapetes, cortinas e carpetes.

Fonte: https://www.segs.com.br/saude/120712-21-de-junho-e-o-dia-nacional-de-controle-da-asma-saiba-como-prevenir-a-doenca-no-inverno